Concurso Banco do Brasil 2017 - Todas as Novidades Sobre Esse Concurso!

Ter um emprego estável é um sonho cada vez mais difícil de ser conquistado, porém se esse objetivo for alcançado, coisas maravilhosas poderão acontecer como resultado. Uma ocupação sólida, segura e equilibrada pode abrir várias portas e gerar oportunidades que nunca seriam pensadas sem um trabalho estável.

Uma excelente oportunidade, principalmente aos jovens é o Concurso para o Cargo de Escriturário no Banco do Brasil. As possibilidades que trabalhar em um carga horária reduzida (30h horas semanais) proporcionam são inúmeras como por exemplo: se dedicar aos estudos de uma faculdade ou até mesmo a outros concursos, além disso existe ainda uma ótma perspectiva de ascensão na carreira caso queira seguir por esse caminho.

O Que Vem Por Aí? Quando será o próximo concurso?

A previsão é que o próximo concurso seja aplicado ao todo em 15 estados, Rio de Janeiro, Amazonas, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia, São Paulo, Goiás, DF, Alagoas, Tocantins, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Pará.

Também é esperada a publicação de um edital incluindo todos os estados cuja validade do concurso para o cargo de escriturário venceu em setembro de 2015, além de outro para os estados referidos acima, substituindo uma seleção que encerrou em maio. Outra hipótese, é que o banco faça um concurso único para todos eles.

E apesar do recente programa reestruturação da instituição, que envolveu um plano de demissão voluntária, incentivo de aposentadoria por parte dos funcionários e fechamento de agências pelo país, o presidente da instituição, Carlos Rogério Caffarelli não descarta a realização de concursos, pois segundo ele, o banco conta com a saída média de 2 mil funcionários por ano, garantindo a necessidade de novos ocupantes para os cargos deixados em aberto.

É importante frisar também que em 2015, um processo judicial na 20ª Vara do Trabalho em Brasília, decretou que os concursos do Banco do Brasil devem sempre indicar um número de vagas a serem preenchidas durante a vigência do mesmo, impedindo processos apenas com objetivo de formar cadastro reserva, o que ajuda muito para saber o número inicial de candidatos por vaga.

Ao contrário do que alguns pensaram o programa de reestruturação veio para fortalecer a instituição, tornar mais competitiva e crescer, prova disso foi a valorização que houve após o anúncio do programa.

Portanto os concursos continuarão normalmente, bem como com uma grande procura por parte dos brasileiros por conta das inúmeras vantagens e benefícios em ingressar em uma das maiores empresas estatais do país.

O Banco do Brasil possui mais de 5.000 agências no país, mais de 100.000 funcionários, faturamento próximo a 200 bilhões de reais por ano e valor de mercado aproximado a 80 bilhões de reais.

Segundo a Universum Communications, consultoria sueca em conjunto com a Revista Exame, constatou que o Banco do Brasil está entre os 3 órgãos mais disputados do país para se trabalhar, provando ao candidato que o esforço empregado no ingresso de uma vaga será recompensado com muitos méritos.

Informações Sobre os Últimos Concursos

Embora o processo seletivo gere grande quantidade de vagas durante sua vigência, não se pode negar que a concorrência é alta, devido aos benefícios e experiências adquiridas enquanto funcionário da instituição.

Exemplo disso foi o último concurso em setembro de 2015, que ofertava 860 vagas, sendo 95 imediatas e 765 como cadastro reserva para escriturário com lotação nos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Foram registradas 153.286 inscrições de candidatos interessados, gerando um quadro de 178 pessoas por vaga ofertada, incluindo as vagas de cadastro reserva. No caso das imediatas, a relação foi para 1613 pessoas por vaga. Realmente, a situação remete aos vestibulares das faculdades mais disputadas.

Sendo assim, agir com o mesmo comprometimento e foco nos estudos serão requisitos básicos para se sagrar campeão nessa disputa.

Outro concurso anterior a esse, realizado em março de 2015, oferecia na época 2.499 vagas e a relação candidato x vaga chegou a 214 pessoas disputando por um dos postos de trabalho. O total de candidatos inscritos foi de 534.995 pessoas com idade média de 25 anos e cursando ensino superior. Lembrando que o cargo de escriturário exige atualmente o nível médio e oferece salário no valor próximo de R$ 2.449,98 com planos de ascensão profissional e benefícios.

Benefícios em Trabalhar no Banco do Brasil

Mas afinal, quais são esses benefícios tão disputados e vantajosos que fazem com que tantos se dediquem a consegui-los?

Comecemos pelo salário base de R$ 2.449,98 que por si só já é satisfatório se comparado com os salários médios oferecidos no país. Acrescente a ele a ajuda alimentação de R$ 652,98, o vale-refeição de R$ 491,52, além do vale cultura no valor de R$ 50,00. Totalizando um salário médio de R$ 3.644,48.

Também é oferecida como apoio e incentivo, a já falada possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional, participação nos lucros e resultados, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio ao filho com deficiência, plano odontológico, assistência médica (plano de saúde), previdência privada e participação no Programa de Qualidade de Vida no Trabalho.

As horas trabalho são outra vantagem a ser destacada como diferencial aos ingressantes no cargo, pois são ao todo 30 horas semanais ou 6 horas diárias no exercício de suas atribuições. Com certeza, esses benefícios destacados provam por si só que o Banco do Brasil é um lugar satisfatório para se desempenhar uma função com segurança e confiança de retorno.

E mesmo com o cenário atual, quem tiver interesse deve começar os estudos, pesquisando o conteúdo programático, provas anteriores e relação candidato x vaga de todo país para o cargo de escriturário.

O Que Faz Um Escriturário

Contudo, apenas sonhar com os proveitos e recursos da profissão não será suficiente para atingir as expectativas. Pois, uma vez desempenhando a função, serão necessárias responsabilidades e afinidades com as tarefas, para que a progressão do profissional esteja sempre em evidência, na execução de um trabalho de qualidade, atingindo o objetivo principal, que é atender bem seus propósitos.

Assim, é importante saber exatamente que funções são desempenhadas por um profissional ocupando o cargo de escriturário. Saiba que um escriturário tem como tarefas comercializar os serviços e produtos da instituição, atender ao público e atuar no caixa quando necessário, fazer contato com os clientes, prestar informações aos clientes e usuários, redigir correspondências em geral, conferir relatórios e documentos, controlar estatísticas, atualizar e dar manutenção aos dados em sistemas operacionais informatizados e executar outras tarefas referentes ao conteúdo ocupacional do cargo, compatíveis com as diversidades do banco.

A função básica do cargo como nível médio é atender o público, mas há também essas outras funções acima que podem ser eventualmente desenvolvidas. Costumeiramente, um escriturário ingressa na empresa como atendente ou nos caixas, e pouco a pouco, acaba conhecendo as outras funções que complementam o funcionamento do órgão. Mas o que geralmente atrai mesmo tantos candidatos é a possibilidade de, um dia, tornar-se gerente ou executivo do banco.

O Que Estudar Para a Prova

Relembrando o último processo de 2015, sob a organização da Fundação Cesgranrio, pode-se observar que a prova contou com 70 questões objetivas, sendo 25 de conhecimentos básicos e 45 de perguntas específicas. Assim, as indagações básicas reuniram conteúdo de português (10 perguntas), raciocínio lógico-matemático (10 perguntas) e atualidades no mercado financeiro (5 perguntas). Já as questões específicas traziam cultura organizacional (5 perguntas), técnicas de vendas (10 perguntas), atendimento (10 perguntas), domínio produtivo da informática (5 perguntas), conhecimentos bancários (10 perguntas) e língua inglesa (5 perguntas), além de uma redação a qual foram sujeitos. Os aprovados na prova objetiva, (1ª etapa) de caráter eliminatório e classificatório e redação, (2ª etapa) também eliminatória, foram submetidos ainda a uma terceira etapa, que compreendia exames médicos e procedimentos admissionais rotineiros na integração do próprio banco.

Com relação a provas futuras, é seguro arriscar que continuarão sendo aplicadas pela Fundação Cesgranrio, buscando avaliar a adequação e o grau de habilidades do candidato nas tarefas citadas a pouco, pertencentes à função do escriturário, compreendidas nas 70 questões aplicadas no teste. Já os valores das perguntas, têm peso diferente, de acordo com cada matéria e importância na profissão desempenhada.

A prova para escriturário é avaliada da seguinte forma:

Matérias Básicas
- Língua Portuguesa (5 questões - Peso 1) Pontos: 5
- Raciocínio Lógico-Matemático (10 questões - Peso 1,5) Pontos: 15
- Atualidades do Mercado Financeiro (5 questões - Peso 1) Pontos: 5

Matérias Específicas
- Cultura organizacional (5 questões - Peso 1,5) Pontos: 7,5
- Técnicas de Vendas (10 questões - 5 Peso 1,5 / 5 Peso 2) Pontos: 17,5
- Atendimento (10 questões– 5 Peso 1,5 / 5 Peso 2) Pontos: 17,5
- Domínio Produtivo da Informática (5 questões – Peso 1,5) Pontos: 7,5
- Conhecimentos Bancários (10 questões – Peso 1,5) Pontos: 15
- Língua Inglesa (5 questões – Peso 1) Pontos: 5

Total de pontos nas matérias básicas: 30 pontos. Total de pontos nas matérias específicas: 70 pontos. Total de pontos da prova: 100 pontos.

DICA: Foque a maior parte dos seus estudos nas 4 matérias que correspondem a 65% de toda a prova: Raciocínio Lógico, Técnica de Vendas, Atendimento e Conhecimentos Bancários!

Os conteúdos programáticos anteriores, disponíveis nos editais, podem ser usados como exemplo e espelho de preparação para as provas que virão. Sendo assim, os conteúdos tradicionalmente cobrados no concurso de escriturário foram nos últimos anos...

Língua Portuguesa – matérias como ortografia oficial, pontuação, colocação das classes de palavras, pronomes, concordância verbal e nominal, regência nominal e verbal, crase, compreensão de textos, entre outros.

Raciocínio Lógico-Matemático – números inteiros e racionais, expressões numéricas, problemas, frações, números e grandezas proporcionais, regra de três, porcentagem, estatística, juros simples e compostos, cálculo financeiro, entre outros que compreendem matemática financeira.

Atualidades do Mercado Financeiro – sistema financeiro nacional, dinâmica do mercado, mercado bancário.

Cultura Organizacional – conceito de cultura organizacional e tudo relativo, como vantagens e desvantagens, características e preceitos. Cultura empresarial, ética, código de ética, código de conduta, gestão de ética e sustentabilidade, além da essência BB.

Técnicas de Vendas – noções de administração de vendas, técnicas de vendas de produtos e serviços financeiros no setor bancário, produto, preço, praça e promoção, vantagem competitiva, lidar com a concorrência, imaterialidade ou intangibilidade, inseparabilidade e variabilidade, manejo de carteira de pessoa física e jurídica, noções de marketing de relacionamento e o código de proteção e defesa ao consumidor.

Atendimento – marketing em empresas de serviços, satisfação e retenção de clientes, valor percebido pelo cliente, telemarketing, etiqueta empresarial, interação entre vendedor e cliente, além de qualidade no atendimento.

Domínio Produtivo da Informática – Microsoft Windows 7 em português e tudo o que compreende o uso básico de uma máquina no atendimento e divulgação da instituição. (Melhor específico no edital). Além de conceitos básicos de proteção e segurança, conceitos de organização e gerenciamento de informações e conhecimentos gerais sobre redes sociais.

Conhecimentos Bancários – estrutura do sistema financeiro nacional e tudo que abrange o universo comum do funcionalismo bancário como COPOM, Banco Central do Brasil, Comissão de Valores Mobiliários, produtos bancários, garantias do sistema financeiro nacional, Fundo Garantidor de Crédito entre outros.

Língua Inglesa – vocabulário fundamental, aspectos gramaticais básicos para interpretação de textos técnicos.

Dicas Para se Dar Bem na Prova

Para se dar bem na prova, será necessário muita preparação e estudo. Mas para adquirir conhecimento máximo, aproveitando os recursos disponíveis, é necessário estar conectado ao ambiente no qual pretende ingressar, lendo em apostilas, conversando com outros candidatos ao cargo, para tirar dúvidas e compartilhar experiências. E muitas vezes, com um profissional que pode auxiliar nas curiosidades, tornando concreto um cenário até então abstrato. Um bom curso preparatório é fundamental para ajudar quanto às questões técnicas que precisam de maior explicação e demonstração para garantir sua aprovação.

Recomendamos o excelente curso do Banco do Brasil da empresa Estratégia Concursos por conta de aprovar vários candidatos nos últimos concursos, os cursos são online em videoaulas e PDFs.

>> Clique aqui e saiba mais sobre o curso online para o concurso do Banco do Brasil <<

Uma alternativa válida aos cursos online são as apostilas especializadas, veja a apostila recomendada para este concurso:

>> Apostila Recomendada para o Concurso do Banco do Brasil 2017 <<

Tomadas essas providências, no dia da prova, cabe ao candidato, calma e confiança em todo o caminho percorrido até ali, para responder as perguntas de maneira correta e ponderada.

Por fim, é importante lembrar-se de dividir o tempo entre as tarefas de responder, passar a limpo e preencher o gabarito. Chegar com tempo para se organizar e ir ao banheiro. Levar, se achar necessário, algo para beliscar, como maça ou chocolate e beber, como uma garrafa d’água, suco, etc.

Porém, como se preparar para enfrentar uma prova importante e estressante, embora todos conheçam milhares de dicas, vai de cada um.

Afinal, o que interessa mesmo é que o candidato esteja focado, confortável e bem, para que depois de todo esse processo ele obtenha um resultado feliz e satisfatório!

Para os candidatos menos experientes é fundamental também contar com as dicas e apoio de concurseiros mais experientes que foram aprovados em vários concursos, para aprender as melhores técnicas de estudos e macetes para ser aprovado.

DICA: Recomendamos o treinamento A Fórmula da Aprovação, onde o instrutor foi aprovado em 22 concursos estudando apenas 2 horas por dia e agora ensina quais são os 7 passos necessários para ser aprovado com mais facilidade, saiba mais aqui >>>

Compartilhe Esse Conteúdo Com Seus Amigos

Conteúdo Em Destaque

Deixe o Seu Comentário...

Acha Difícil Passar em Concursos? Conheça o Curso Onde Você Aprenderá Rapidamente a Passar em Qualquer Concurso Público Estudando Apenas 2 Horas Por Dia!