Mapas Mentais: Como Aplicar Facilmente Esta Técnica Nos Estudos e Memorizar Tudo o Que Estudar

Mapas Mentais

Você já ouviu falar sobre Mapa Mental? Se não, neste artigo iremos falar sobre esse assunto e com isso entender o que são esses mapas mentais, como funciona, como surgiu e seus inúmeros benefícios. Também explicaremos como é o passo a passo de como se fazer um mapa mental na prática.

Mesmo que ainda não sejam tão conhecidos no Brasil, em algum momento você já deve ter ouvido falar deles, talvez com o nome de mind maps (mapa mental, em inglês). Também podem ter o nome de tabelas de resumo ou mapeamento de conceito.

Se você já ouviu falar sobre esse assunto, aproveite para se aprofundar um pouco mais e conseguir colocar essa ideia em prática. Acredite, há diversos benefícios para se fazer um mapa mental, principalmente para quem é estudante, e iremos falar sobre cada um para você.

O que é um Mapa Mental

O Mapa Mental é uma ferramenta que permite a memorização, organização e representação da informação como propósito de facilitar os processos de aprendizagem, administração e planejamento organizacional, assim como a tomada de decisão.

Mas, o que esses mapas mentais possuem de diferente em relação a outras técnicas de ordenação de informação que nós utilizamos? A diferença é que nos permite representar nossas ideias utilizando, de maneiras harmônicas, as funções cognitivas dos hemisférios cerebrais.

Essa técnica foi desenvolvida por Tony Buzan, um britânico que possuía um objetivo que era fortalecer as conexões sinápticas que tem lugar entre os neurônios do córtex cerebral e, que fazem, completamente todas as atividades intelectuais do ser humano.

Mas enfim, o que é um mapa mental realmente? Um mapa mental é um diagrama. Esse diagrama representa algumas ideias e conceitos que foram baseados em uma ideia principal. Você pode adicionar quantas ligações forem necessárias, sendo que todas estarão ligadas a uma ideia principal.

Para que serve um mapa mental

Agora que você já entendeu o que é um mapa mental, vamos entender para que ele serve e porque é tão importante.

Como vimos, o Mapa Mental é uma ferramenta que permite a memorização, organização e representação da informação como propósito de facilitar os processos de aprendizagem, administração e planejamento organizacional, assim como a tomada de decisão. Agora vamos ver como por isso em prática e como utilizar o mapa mental.

O mapa mental pode ser utilizado para organizar suas ideias e conseguir obter uma visão geral de temas gerais de uma forma bem simples. Por exemplo, se você está estudando a história contemporânea do mundo, você pode querer obter uma visão mais ampla e geral do que aconteceu na Segunda Guerra Mundial.

A partir de um eixo central, a “Segunda Guerra Mundial”, você pode criar nós filhos ou ramos secundários para ligar e conectar as informações que você tem estudado em sala de aula sobre esse fato histórico.

Uma vez que você fez o seu mapa mental terá uma representação gráfica de todos os eventos dizem respeito a estes protagonistas da guerra, datas importantes, batalhas, os países envolvidos, e muito mais. Então, você organizou todas essas ideias antes desconectadas em sua mente, conectando todos os pontos e melhorar o seu entendimento geral sobre o assunto.

O mapa mental também é muito utilizado como ferramenta de estudos, principalmente para quem aprende melhor de uma forma visual. Há preparatórios para o Enem, por exemplo, que disponibilizam mapas mentais sobre cada matéria que será estudada. Falaremos mais sobre essa forma de utilizar o mapa mental.

Benefícios de se fazer um mapa mental

Ao fazer um mapa mental você só terá o que ganhar. Ajuda nos estudos, por exemplo, é sempre bem-vinda.

Dentro dos benefícios pessoais temos os materiais, que significa a redução no volume físico de papel relativo a notas e materiais de estudos por exemplo. Ajuda a reduzir também o tempo de planejamento, elaboração e revisão de tarefas escritas. Além disso, ajuda a reduzir o tempo requerido para planejamento, elaboração e preparação de apresentações.

Por ser algo muito organizado, o mapa mental traz uma facilidade muito grande na hora de reestruturar qualquer coisa que tenha uma estrutura. Com isso, há uma melhoria da qualidade de produtos com conteúdo linguístico em geral. Tudo isso possibilita um aumento significante na produtividade e na competência.

O mapa mental também facilita a memorização por serem bem organizados e conter imagens e somente ideias essenciais. Ajudam a desenvolver a busca e a percepção de múltiplos aspectos de um assunto ou de uma situação. Por terem uma ideia principal ligada a vários tópicos o mapa mental ajuda a estimular a visão de uma ideia em um contexto mais amplo ao invés de isolada e bem limitada, garantindo uma compreensão mais abrangente e equilibrada.

Por possuir uma estrutura organizada, pode sempre está recebendo novas informações (aumentando o mapa mental) sem que abale a estrutura do mapa.

Com o mapa mental você aprende a ser mais objetivo, pois você precisará filtrar algumas ideias que não se encaixam, que não são necessárias ou que não tenham muito haver com o assunto. Com isso, você também terá uma visão completa do que você já estudou e o que ainda falta estudar, pois todos os assuntos estarão visíveis para você em apenas uma folha.

No emocional, o mapa mental ajuda a reduzir ou até eliminar por completo o estresse causado pelo excesso de informação que recebemos diariamente (principalmente nas escolas) e da quantidade de atividades. Por serem algo mais visual e coloridas são mais atraentes e acabam despertando um certo interesse pelos estudos ou qualquer que seja o assunto no qual você irá aplicar o seu mapa mental. Geralmente, despertam mais interesse nos mais jovens o que é ótimo para tornar o assunto estudado mais interessante e atraente para eles.

Como você tem uma visão completa do mapa mental, você poderá analisar melhor tudo o que você tem de estudar e quanto tempo isso poderá levar, o que é muito útil. Isso ajuda a termos um grau de segurança maior e também de tranquilidade, auto estima, autoconfiança e senso de capacidade aceitando até os desafios maiores.

E, é claro, que isso tudo irá afetar seus efeitos de decisões dando maior flexibilidade devido à uma visão mais ampla e completa de um assunto ou situação e à percepção de mais alternativas. Assim, as decisões acabam se tornando mais precisas e estáveis.

Como podemos ver, há diversos benefícios em um mapa mental e cada um deles com o intuito de lhe ajudar a adquirir mais conhecimento e de uma forma simples e clara.

Como fazer um mapa mental

Agora que você entende a importância de se fazer um mapa mental e seus benefícios você deve estar pensando como fazê-lo. Pois bem, agora você aprenderá um passo a passo de como fazer um mapa mental.

Já foi dito que é muito simples fazer seu próprio mapa mental, ou seja, você não precisará de muita coisa além de um assunto principal, folha e um lápis (ou o que preferir). Você também pode fazer seu mapa mental pelo computador. Mas principalmente, iremos precisar de canetas coloridas, lápis para colorir e tudo que você possuir que possa ser útil na hora de deixar seus estudos com uma cara mais alegre e interessante.

Passo 1

Depois de ter pego tudo o que irá utilizar para fazer seu mapa já podemos começar.

Comece colocando o tema principal no centro da folha. Em seguida, comece a adicionar os ramos. Evite colocar frases nos ramos, opte por palavras-chaves que possam ser associadas facilmente com o que você pretende lembrar mais tarde. Você pode optar também por desenhos no lugar das palavras-chaves, é uma ótima ideia.

Passo 2

Busque o máximo de informação necessária para pôr no seu mapa mental, afinal ele é baseado em informações. Você pode buscar por essas informações da melhor maneira que você preferir, como em livros, vídeo aulas, revistas, aulas presenciais, jornais, entre muitos outros. O importante é você ter essas informações.

Passo 3

Agora você já pode começar a fazer seu mapa mental. Uma dica boa é você se aventurar e usar sua imaginação o máximo que conseguir. Explore sua habilidade em desenhar e arrisque rabiscar um pouco. Outra dica muito boa e que lhe ajudará bastante a memorizar é o uso do 3D, pois chama a atenção e dá um destaque e um diferencial ao mapa.

Você pode procurar imagens de mapas mentais na internet se estiver tendo dificuldades para conseguir colocar o seu no papel. E lembre-se, o mapa mental não precisa ser feito, basta que você consiga entende-lo e que através dele você possa adquirir os conhecimentos necessários.

A importância das cores e dos desenhos na aprendizagem

Nos mapas mentais, geralmente é bastante utilizado as cores e desenhos associados ao assunto em questão e este é o grande diferencial desses mapas mentais. E, é claro, isso possui uma explicação científica e lógica e é o que torna os mapas mentais tão eficientes e importantes para a aprendizagem.

Infelizmente, muitas pessoas ainda não acreditam que desenhos e cores podem ser eficazes na hora da aprendizagem. Acreditam que só se aprende com aulas normais e monótonas. Mas, estamos aqui para mostrar que sim, os desenhos e as cores podem fazer a diferença.

Foram feitos dois experimentos para testar se as cores e os desenhos poderiam mesmo fazer diferença na hora da aprendizagem, vamos ver um deles.

Os pesquisadores fizeram uma análise que relacionava as emoções positivas induzidas nos alunos pelo ambiente colorido. Havia duas maneiras de induzi-los a uma sensação de bem-estar para estudarem.

Uma dessas maneiras era a indução externa, por exemplo através de um filme engraçado antes da sessão de estudos. Assim os alunos acabavam ficando mais leves e tranquilos para partir para a aprendizagem. Já a outra forma era através da indução interna, ou seja, do próprio ambiente de aprendizagem.

Primeiramente a equipe da pesquisa concluiu que o ambiente com cores e desenhos era capaz de trazer à tona emoções positivas da mesma forma que um recurso externo, como por exemplo, um filme engraçado ou um desenho animado.

O que é mais legal nisso tudo é que quando a emoção positiva era gerada pelo próprio ambiente de aprendizagem, os efeitos na aprendizagem e em todos os aspectos que eram estudados eram bem maiores.

Por fim, o resultado da pesquisa feita mostra claramente que o uso de cores e desenhos na hora de estudar é um investimento que vale muito a pena, porque tem efeitos concretamente mensuráveis em vários aspectos da aprendizagem.

Conclusão

Você deve estar concordando comigo agora que os mapas mentais podem sim fazer a diferença na hora de estudar ou fazer qualquer tipo de trabalho que precisa de memorizar algum assunto específico, principalmente quando são assuntos muito maçantes e extensos. 

Compartilhe Esse Conteúdo Com Seus Amigos

Conteúdo Em Destaque

Deixe o Seu Comentário...

Acha Difícil Passar em Concursos? Conheça o Curso Onde Você Aprenderá Rapidamente a Passar em Qualquer Concurso Público Estudando Apenas 2 Horas Por Dia!