A Política de Eliminação de Documentos

As raízes do programa de administração de documentos tem suas origens na época colonial, até então, estavam organizados pelo sistema de arquivamento da Inglaterra.

Quando se estabeleceu o governo americano, receberam-se todos os materiais documentais da administração anterior ao governo. Após o primeiro presidente tomar posse, em 1780, Os arquivos foram entregues a vários departamentos como o de Estado, o da Guerra, e o do Tesouro. Não existia uma política clara para os arquivos, mas o Congresso conseguiu elaborá-los e conservá-los.

Em 1800, antes da sede do Congresso se estabelecer em Washington, os arquivos foram extraviados durante sua transferência. Com a criação e a acumulação de muitos arquivos, houve uma pressão crescente para eliminar aqueles que não tinham valor. Durante a Guerra Civil geraram-se muitos documentos com pouco valor. Como foi visto, o sistema de arquivamento americano foi um marco na administração de documentos, cujo modelo é usado por outras instituições.

O programa de gestão de documentos surgiu quando "estava havendo" um grande acúmulo de documentos inúteis ocupando um significativo espaço físico, durante a Guerra Civil em 1875. Desde então foi aprovada pelo Congresso uma lei que definia uma política definitiva na eliminação de documentos desnecessários.

A parte mais importante da história dos arquivos americanos foi a construção de um edifício que abrigaria os documentos de valor permanente.

Curso Online Completo e Atualizado: Matrículas Abertas - Inscreva-se Já

Compartilhe Esse Conteúdo Com Seus Amigos

Apostilas Mais Vendidas

Conteúdo Em Destaque

Deixe o Seu Comentário...

Acha Difícil Passar em Concursos? Conheça o Curso Onde Você Aprenderá Rapidamente a Passar em Qualquer Concurso Público Estudando Apenas 2 Horas Por Dia!