Disseminação Seletiva da Informação ou SDI (Seletive Dissemination of the Information)

SDI (Seletive Dissemination of the Information = Disseminação Seletiva da Informação) é o serviço de canalização de dados novos de informação para os setores onde terão grande probabilidade de utilidade. Hoje, o SDI apoia o usuário na obtenção da informação, mas não é a única resposta aos seus interesses, precisando contar com outros meios de alerta, como: comunicação pessoal, colégios invisíveis, conferências ou chamadas telefônicas.

"O processo de disseminação da informação envolve:
1) a coleta da informação produzida;
2) a indexação dessa informação;
3) a divulgação da informação aos usuários; e
4) tornar essa informação acessível aos outros."

Isto faz que a SDI dependa da eficiência: de quem produz a informação, dos pesquisadores, dos responsáveis pela classificação, da central de serviços de documentação, e dos usuários. Aspectos do serviço de SDI: bases de dados, centros de serviços, programas de busca, meios de comunicação, custos, intermediários, e perfis dos usuários. "O objetivo principal dos serviços de SDI é reunir a literatura mundial corrente e anunciá-la seletivamente para uma grande comunidade de usuários."* *(Conforme HOUSMAN, 1973 - citado por LONGO, Rose Mary Juliano, em: Sistemas de Recuperação de Informação: disseminação seletiva da informação e bases de dados. Brasília: Thesaurus, 1979. p. 83).

As vantagens da SDI são: redução do tempo de exame e seleção da literatura corrente; expansão da abrangência, incluindo as publicações "marginais" não disponíveis aos usuários; maior uso da coleção pelos usuários, incentivando uma ação mais ativa do bibliotecário; a redução da duplicidade de experimentos e de projetos de pesquisa, devido a um maior conhecimento dos usuários sobre as novidades de suas áreas; ajuda na seleção e aquisição de material bibliográfico em larga escala; etc.

Os tópicos mais importantes, que devem ser considerados em SDI, são: construção de perfil, material de apoio, interação dos usuários, o intermediário e a avaliação.


O perfil do usuário pode ser melhor construído, através de uma narração escrita pelo mesmo, sobre seu trabalho, durante uma entrevista pessoal. Mas, quando isto não é possível, podem ser usados outros recursos, tais como: treinamento de editores de busca por seminários, visando explicar os sistemas e as peculiaridades das bases de dados; publicação de manuais de orientação; confirmação, com os usuários, de que seus objetos de pesquisa foram precisados nos perfis traçados; avaliação dos resultados dos perfis, mantendo a possibilidade de modificações, acréscimos e/ou anulações pelos usuários.

Perfis lógicos provêm do software para uma possível recuperação da informação. A Lógica Booleana consiste de operações algébricas utilizando E, OU e NÃO. Os operadores (E, OU e NÃO) podem ligar palavras-chaves conforme as necessidades. A truncagem objetiva a recuperação de termos através da entrada de uma palavra-chave truncada, funcionalizando a recuperação de termos de mesmo radical, além de muitos afixos procurados. A truncagem é representada pelo asterisco (*).

Peso é o valor numérico do perfil. A lógica "IGNORE' tem o mesmo valor do peso negativo e evita a lógica Booleana NÃO e permite a recuperação de referências que contenham o termo a ser ignorado. A lógica WITH utiliza terminais \\"on-line\\" e permite a recuperação de muitos termos em quantidades pré-definidas e mais quantos espaços se quiser. Há alguns problemas em serviços de SDI, tais como: a padronização das bases de dados, a retroalimentação dos usuários, o custo, o fornecimento dos documentos aos usuários, os desenvolvimentos recentes e as tendências futuras.

Os Serviços de SDI nos EUA

ARS/CALS: ARS (Agricultural Research Service)
ligado ao USDA (United States Department of Agriculture), utilizando as seguintes bases de dados: CT (Chemical titles), CACON (par e ímpar), BIOSIS Breviews, COMPENDEX (Computerized Engineering Index), CAIN (AGRICOLA), GRA (Government Reports Announcements), WTA (World Textile Abstracts) e FSTA (Food Science and Technology Abstracts). Seu software oferece: Lógica Booleana, Truncagem, Peso e Elementos de Busca. O ARS/CALS (CALS = Current Awareness Literature Search - ligado à DSAD = Data Systems Aplication Division) é completamente dependente do usuário, que desenvolve e modifica seu próprio perfil.

Vantagens:
• menores custos do sistema;
• melhor relacionamento entre o usuário e o sistema;
• maior educação do usuário;
• não há custos a relatar.

O ARS/CALS não tem nenhuma capacidade de editoração. O serviço parece útil como apoio à pesquisa e válido como experiência educacional.

GIDC - Georgia Information Dissemination Center (Centro de Disseminação da informação da Universidade da Georgia):
começou em 1968 financiado pela NSF (National Science Foundation), para criar um sistema computadorizado de recuperação da informação, durante 3 anos, com a própria Universidade passando a fornecer as verbas após este período. Software: OPIUM (On-line Profile Input and Uptade Management) - construtor de perfis; TEXTSRCH - principal programa de busca;

Programa de SDI. Bases de dados: AGRICOLA, BIOSIS, CACON, COMPENDEX, ERDA (Energy Information Data Base), ERIC, GRA, Sociological Abstracts, NSA (Nuclear Science Abstracts), PA (Psychological Abstracts), INSPEC (Information Service in Physics, Eletrotechnology and Control), etc. Características: Lógica Booleana, Truncagem, Peso e Elementos de Busca. Perfis: construídos por especialistas ou administradores de bases de dados da Universidade da Georgia, com entrada de dados em terminais de CRT (Cathode Ray Tube). O máximo de termos por perfil é 240. O número máximo de referências output é 10% de cada fita magnética e a listagem possui mais de 500 referências. Custos: gratuito para todos da universidade: US$ 5.00 para usuários externos. IITRI/CSC: IITRI - Illinois Institute of Technology Research Institute CSC - Computer Search Center O CSC faz parte da seção de Ciências da Informação (IS - Information Science) do IITRI. O serviço de SDI do IITRI é oferecido on-line e em "batch mode". Software: PRILIB (Private Libraries). Sua característica mais importante é sua flexibilidade, permitindo expansão sem reprogramação extensiva. Características do software e das lógicas envolvidas: agregação dos termos de busca; lógica Booleana; truncagem; opções de saída das listagens; autor ou peso; opções de formato das listagens; opções de suporte de saída; saída reformatada; facilidade de biblioteca particular. Elementos de busca: palavras no título, palavras-chaves, descritores, autores, números de registro, fórmulas moleculares, CODEN. Permite que cada usuário tenha 10 perfis com um máximo de 100 termos no total, feitos pelo próprio assinante, podendo serem modificados quantas vezes os usuários quiserem. O custo é variado, ficando a escolha a cargo do usuário, conforme suas necessidades.

ISI/ASCA: ISI (Institute for Scientific Information) ASCA (Automatic Subject Citation Alert)
- O ASCA um serviço de SDI multidisciplinar e internacional, oferecido pelo ISI, em operação desde 1965. O software foi desenvolvido pelo próprio ISI e está disponível para os que comprarem as fitas magnéticas. Características do software: lógica Booleana, truncagem, "chinese menu" e elementos de busca. Outras bases de dados: SCI e SSCI. Perfis: construídos a partir de uma declaração do próprio usuário sobre seus interesses, com os nomes de 5 a 10 autores que publicaram os artigos mais importantes e de 5 a 10 artigos mais conhecidos e até 10 palavras-chaves significativas. Também apresenta variedade de custos, conforme os interesses dos usuários.

Apostilas Mais Vendidas

Conteúdo Em Destaque

Acha Difícil Passar em Concursos? Conheça o Curso Onde Você Aprenderá Rapidamente a Passar em Qualquer Concurso Público Estudando Apenas 2 Horas Por Dia!