O Surpreendente Pacote de Ajuda à Grécia

            A Europa demorou, mas engendrou um inteligente pacote de ajuda à Grécia capaz de salvar o EURO da iminente desintegração.

Pacote de Auxilio a Grecia

 


            O pacote foi generoso (US$ 156 bilhões), alongou sensivelmente o perfil da dívida (15 a 30 anos, com 10 anos de carência) e transferiu renda dos países mais ricos para a Grécia ao cobrar apenas 3,5% juros ao ano.

             Surpreendente foi o engenhoso CALOTE, pois além de imputar parte dos custos ao setor privado, seguramente vai frear a irresponsabilidade do Mercado Financeiro, que emprestou demais a quem não poderia pagar.

            Até mesmo a Grécia arcará com parte dos custos, pois se comprometeu com planos de austeridade e privatizações.

            Ao autorizar a atuação no mercado secundário de títulos, a Europa vai pagar menos pelas dívidas e ainda regular a taxa de juros que cada país paga. Evitando o descontrole total.

Risco dos Países Periféricos da Zona do Euro se espalha

Repare que o Brasil pagava mais caro que cada um dos PIIGS, mas o nosso Risco País caiu enquanto o deles subiu igual foguete.

 

Por outro lado, engana-se quem pensa que todos os problemas foram resolvidos. Os países da Zona do Euro continuam sem Política Cambial, sem Política Monetária e sem Política Fiscal, devido aos planos de austeridade.

            O EURO foi adotado em 1999. Veja como poucos anos após sua implantação os desequilíbrios se acentuaram:

 

Transações Correntes

 

             Por ora, a tragédia foi evitada, mas os próximos anos prometem fortes emoções. Quem viver, verá.


SapoiaSobre o Autor

PAULO CÉSAR PEREIRA (SAPOIA) - Engenheiro Civil, aprovado em 26 concursos, autor do site da TÉCNICA DO CHUTE, já teve mais de 4 milhões de visitas no YouTube. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.