Notícias Sobre Concursos

Resultado do concurso do INSS


O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), divulgou nesta sexta-feira (04/04/2008) o resultado do concurso realizado em 16/03/2008 para o preenchimento de 2.021 vagas em várias regiões do Brasil.

O Cespe, organizador do concurso, lançou o resultado por região, um total de 43, para que o candidato saiba da sua classificação no território onde escolheu disputar a vaga, e ainda disponibilizou uma consulta de desempenho individual.
 
Clique aqui e confira seu resultado

Novo concurso da Receita Federal


O novo concurso para a Receita Federal do Brasil sairá em breve, a expectativa agora é cada vez maior para um novo concurso ainda este ano, já que a Receita Federal já solicitou autorização para a realização do concurso.

O pedido oficial foi encaminhado dia 19/03/2008 ao Ministério do Planejamento e Gestão solicitando a autorização para realização de um novo concurso para os cargos de Auditor Fiscal e Analista Tributário (antigo Técnico).
 
O último concurso foi realizado em 2005 e as provas foram em dezembro do mesmo ano. Maiores informações sobre esse concurso será divulgado aqui no site.

Quase 600 mil inscritos para o INSS


Que ingressar na carreira pública é sinônimo de disputa, não é novidade para ninguém. Mas superar o conhecimento e a dedicação de 600 mil concorrentes não é comum. Nem para os concurseiros. Esse é o desafio que os candidatos ao processo seletivo do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vão enfrentar. O certame oferece 1,4 mil oportunidades para o cargo de técnico do seguro social (nível médio) e 600 chances para a função de analista do seguro social (ensino superior). Os aprovados vão receber salários entre R$ 1.989,87 e R$ 2.243,78.

A maior concorrência será entre os candidatos de ensino superior, que optaram por disputar as vagas da função de analista do seguro social, que não exige curso de graduação específico. São 47.392 inscritos na briga por 142 oportunidades. Uma concorrência de mais de 330 candidatos por vaga. No início deste mês, o Ministério Público Federal (MPF) pediu ao INSS para retificar o edital do concurso. A intenção foi ampliar o acesso dos candidatos ao cargo. Até então, o instituto não permitia a inscrição de concorrentes que fossem formados em uma das 16 áreas exigidas nas outras funções.

As oportunidades para os outros cargos de ensino superior são nas especialidades de Arquitetura (6), Arquivologia (7), Biblioteconomia (2), Ciência da Computação (15), Ciências Atuariais (6), Comunicação Social (10), Direito (136), Engenharia Civil (94), Engenharia de Segurança do Trabalho (7), Engenharia de Telecomunicações (7), Engenharia Elétrica (7), Engenharia Mecânica (7), Estatística (5), Pedagogia (34), Psicologia (35) e Terapia Ocupacional (101).

A expectativa do INSS é de que os aprovados sejam nomeados no primeiro trimestre de 2008. O concurso, aberto em dezembro de 2007, está sob responsabilidade do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/ UnB).

Thássia Alves - Do CorreioWeb

Lista de concursos previstos para 2008


O governo federal, através do Ministério do Planejamento, já autorizou a realização de concursos públicos para 17 mil postos sendo 13.446 para servidores efetivos e 4.531 vagas para temporários.

Do total de 13.446 autorizações para cargos efetivos, 3.409 foram autorizados por Portarias do final de 2007, mas cuja realização dos concursos e eventual ingresso de pessoal ou nomeação do percentual de 50% dos classificados de certame já realizado, se dará no ano de 2008.

A maior oferta de vagas foi para o MEC com a autorização de concurso visando o  preenchimento de 3.380 cargos para o magistério e  Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnologia publicada na Portaria nº 95 de 07 de maio de 2008.  Desse total, 1.560 vagas serão destinadas a professores de 1º e 2º graus.

Também para o INSS foi autorizado um número expressivo de 900 vagas  destinadas a contratar pessoal  para o cargo de analista de seguro social. O concurso tem o objetivo de suprir o quadro de pessoal do órgão com servidores formados em Assistência Social para melhorar a área de concessão de benefícios da Previdência.

Também neste ano foi autorizado o primeiro concurso para a recém criada carreira de Analista de Infra-estrutura. Foram 600 vagas de nível superior destinadas a reforçar o quadro da administração pública direta com profissionais de área de engenharia, arquitetura e geologia. O objetivo é reforçar a área de inteligência dos Ministérios destacando os novos concursados para desempenhar atividades especializadas em planejamento, coordenação, fiscalização, assistência técnica e execução de projetos e obras de infra-estrutura – transportes, energia, habitação, saneamento, desenvolvimento urbano.

Todos os concursos autorizados têm previsão no Anexo V da Lei Orçamentária Anual de 2008 que detalha as despesas de pessoal e estabelece um limite de 28.586 para provimento e realização de concurso no Poder Executivo civil para este ano.

Confira a lista com os principais concursos previstos para 2008:  Clique nos links abaixo para visualizar os concursos por estados: | AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO |.

Divulgado o edital do concurso do INSS


Enfim foi divulgado o esperado edital do concurso público do INSS, o concurso público para preencher 2 mil vagas no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) vai abrir as inscrições no dia 10 de janeiro. Os interessados deverão acessar o endereço www.cespe.unb.br/concursos/inss2007 até o dia 12 de fevereiro.

Do total de vagas, 600 são para o cargo de Analista do Seguro Social (salário de R$ 2,2 mil) e 1,4 mil para Técnico do Seguro Social (salário de 1,9 mil). O valor da inscrição é de R$ 56 para a prova de analista (Ensino Superior) e R$ 47 para técnico (Ensino Médio).

Para o cargo de analista, as pessoas podem ter formação em qualquer curso de graduação (142 vagas) ou em Arquitetura (6), Arquivologista (17), Biblioteconomia (12), Ciências da Computação (12), Ciências Atuariais (6), Comunicação Social (10), Direito (136), Engenharia Civil (94), Engenharia de Segurança do Trabalho (7), Engenharia de Telecomunicação (7), Engenharia Elétrica (7), Engenharia Mecânica (7), Estatística (5), Pedagogia (34), Psicologia (35) e Terapia Ocupacional (101). As provas acontecerão no dia 16 de março.

Edital do INSS será publicado dia 27/12

O edital de abertura para o concurso do Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS, está confirmado para ser publicado no próximo dia 27 de dezembro. Serão 1,4 mil vagas para assistente técnico do seguro social, de nível médio, e 600 para analista do seguro social, de nível superior.

O valor do salário inicial é um grande atrativo. Para analista previdenciário o salário inicial de R$ 2.243,78. Já para técnico previdenciário, a remuneração é de R$ 1.989,87. Fique atento, de acordo com o Ministério da Previdência, as inscrições vão até o dia 17 de janeiro e as provas deverão ser realizadas um mês após o término das inscrições. A organização do concurso ficará a cargo do Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB).

As contratações serão feitas ao longo do primeiro semestre de 2008 e os servidores serão designados para os locais com maior demanda e maior carência de pessoal. Segundo o INSS é provável que todas as capitais sejam beneficiadas. A previsão é a de suprir a carência de servidores até 2010 com a contratação de oito mil servidores de nível médio e superior.

Acompanhe todas informações sobre esse concurso aqui no site.

Polícia Rodoviária Federal adia concurso público por denúncia de fraude


O Departamento de Polícia Rodoviária Federal adiou o concurso público que ocorreria amanhã (09/12/07) após denúncia de fraude na prova. O concurso, que selecionaria 340 agentes no Mato Grosso e no Pará, tinha 122 448 inscritos em todo o Brasil.

Na quinta-feira (6), a Procuradoria da República recebeu a denúncia de vazamento de informações do concurso na cidade de São João de Meriti (Grande Rio). Policiais da Coordenação de Inteligência designados para o caso apuraram a denúncia e a prova foi suspensa na noite de sexta.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a empresa responsável pelo concurso, NCE (Núcleo de Computação Eletrônica) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, participaria de todas as etapas do processo seletivo, desde a elaboração da prova até sua distribuição. A PRF acredita que o vazamento de informações aconteceu em alguma destas etapas dentro da empresa.

O processo --que seria realizado neste final de semana em todas as capitais da região Centro-Oeste e Norte-- foi suspenso por tempo indeterminado.

A PRF ainda apura os responsáveis pelo vazamento de informações. No caso da NCE estar comprometida com a fraude, a PRF deve rescindir contrato e abrir novo edital para a contratação de outra empresa que realize seus processos seletivos.

Federal do RJ

Em nota no site do NCE, o núcleo informa o cancelamento do concurso sem explicar as razões. De acordo com o comunicado, as novas datas para a aplicação da prova serão divulgados no Diário Oficial da União e no site da entidade. A reportagem não conseguiu localizar representantes da UFRJ para comentar o caso.

Fonte: Folha online, http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u353012.shtml

Novo concurso da Caixa econômica em breve


A Caixa Econômica Federal prepara o edital para um novo concurso que deverá ser publicado em março de 2008. O concurso será para preenchimento de vagas de técnico bancário em todo o Brasil exceto São paulo e Rio de Janeiro que tiveram concurso em 2006 e ainda está no prazo de validade para convocações.

Como nos concursos anteriores não serão divulgados número de vagas, pois o objetivo é formar cadastro de reserva. Os aprovados serão chamados dentro do prazo de validade do concurso que geralmente é de dois anos, podendo ser prorrogável por mais dois.

Você ficará sabendo sobre esse e outros concursos neste site.

MP pede suspensão do concurso da Polícia Militar/BA


O Ministério Público baiano, através da promotora de Justiça Rita Tourinho, ingressou na segunda-feira, 19, com uma ação civil pública contra o Estado da Bahia, pedindo a suspensão imediata do concurso público da Polícia Militar. Na ação, o MP pleteia que seja declarada a nulidade da terceira etapa do processo seletivo pelos "vícios existentes", porém, seriam mantidas as fases iniciais do concurso, para que os candidatos aprovados não sejam prejudicados.

O motivo segundo Rita Tourinho, é que o edital de abertura de inscrições traz “exigências absurdas”, como a realização de exames incompatíveis com a condição financeira dos candidatos, bem como uma relação de doenças e alterações consideradas incapacitantes, muitas delas de natureza estética, como cicatrizes e deformidades congênitas ou adquiridas. 

O edital do processo seletivo para preenchimento de 3.200 vagas para soldado da Polícia Militar foi publicado pela Secretaria de Administração da Bahia (Saeb), juntamente com o Comando Geral, prevendo a realização de cinco fases eliminatórias: prova objetiva e de redação, avaliação psicológica, exame médico-odontológico, teste de aptidão e investigação social.

O coronel Paulo Adolfo, chefe da Unidade de Perícias Médicas da PM, concederá uma coletiva nesta terça-feira, 20, às 15h, no Departamento de Saúde da Vila Militar, sobre as questões relativas ao exame de saúde do concurso que está sendo questionado pelo MP

Concurso do INMETRO é suspenso após ação do CRA/RJ

Do CorreioWeb

O concurso com 167 vagas para nível superior do Instituto Nacional de Metrologia Normatização e Qualidade Industrial (Inmetro) foi suspenso. O Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe) publicou um aviso de interrupção do processo seletivo nesta segunda-feira (19). A medida obedece à determinação da 23ª Vara Federal do Rio de Janeiro, que julga uma ação do Conselho Regional de Administração do Estado.

A entidade afirma que os cargos de especialista, pesquisador-tecnologista e analista em metrologia devem ser exercidos apenas formados em administração. No entanto, o edital abria oportunidade para profissionais de outras áreas. A decisão da Justiça Federal do Rio cancelou o concurso.

O caso, no entanto, está tramitando e ainda cabe recurso. Na Ação Civil Pública, o Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro (CRA) reclama que o edital do concurso desrespeita áreas privativas da função de administradores. Antes de acionar a Justiça, o CRA procurou o Inmetro e o Cespe. Ambos apresentaram a explicação de que os cargos compreendem funções multidisciplinares e, por isso, podem ser exercidas por profissionais de diversas áreas.

O Cespe acrescenta ainda que os cargos contestados não são de administração e sim de especialista, pesquisador-tecnologista e analista em metrologia. O CRA/RJ reforça que contesta as atividades que os profissionais exercerão ao serem nomeados, e não o nome atribuído aos cargos. De acordo com o conselho, as funções são privativas de administradores, como determina a lei federal 4.769/65, que rege a profissão.

O edital permite que o cargo de especialista em metrologia e qualidade sênior possa ser exercido por graduados em administração, ciências econômicas, engenharia, física, química ou matemática. A reportagem procurou a sede do Inmetro e a 23ª Vara Federal do RJ para obter mais informações sobre o assunto. Porém, devido ao feriado do dia da consciência negra, os órgãos públicos estão fechados. O processo seletivo O concurso foi aberto no dia 25 de junho de 2007. As provas objetivas já foram realizadas e o resultado dessas avaliações foram divulgados. O processo estava na fase de avaliação de títulos quando foi suspenso.

Veja aqui o comunicado publicado pelo Cespe O INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL (Inmetro), em atenção à decisão proferida nos autos do Processo n.º 2007.51.01.024619-1, em trâmite na 23.ª Vara Federal do Rio de Janeiro, torna pública a suspensão do concurso público regido pelo Edital n.º 1 – Inmetro, de 20 de junho de 2007, publicado no Diário Oficial da União de 25 de junho de 2007, devendo os candidatos aguardarem nova comunicação. JOÃO ALZIRO HERZ DA JORNADA PRESIDENTE DO INMETRO

Governo Federal cria 1.951 cargos na administração pública federal


O Governo Federal sancionou nesta quarta-feira a Lei nº 11.543 criando 1.951 vagas no setor público. Os postos devem ser ocupados posteriormente por concurso público e contemplarão as áreas de previdência, da saúde e do trabalho. A mesma lei também acaba com 2.191 cargos comissionados.

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), ainda não informou a remuneração e a função prevista para os cargos criados. Já os cargos extintos são voltados para atividades de suporte e compunham o Plano Geral de Cargos do Poder Executivo (PGPE). Os postos são de artífice de estrutura de obras e metalurgia, datilógrofo, fiscal de abastecimento e preços e atendente.

Candidatos aprovados no concurso da AGU têm última chance de nomeação


A Advocacia-Geral da União publicou a convocação dos aprovados no concurso para advogado que já foram chamados, mas que optaram por permanecer no final da fila até nova oportunidade para ocupação dos cargos. O aviso foi divulgado nesta sexta-feira (9) no Diário Oficial da União (Seção 1, página 4), em portaria que determina o preenchimento imediato de 29 vagas, distribuídas entre os estados do Amazonas (12), Acre (7), Pará (3), Roraima (5) e Tocantins (2).

Dentre os aprovados, 126 pediram para ser realocados para o final da lista de convocação. Desses, 27 já estão ocupando os cargos. Falta agora formalizar a nomeação dos 99 candidatos especificados na publicação de hoje. Os aprovados interessados devem se manifestar em cinco dias úteis, a partir desta sexta-feira (9/11).

Os candidatos serão nomeados até a vaga de número 29. O restante ficará à espera de novas oportunidades. Aqueles que não se manifestarem permanecerão na relação até o prazo final da validade do concurso.

Salários de R$ 21 mil para o Ministério Público do Trabalho


O Ministério Público do Trabalho abriu concurso para o preenchimento de 132 vagas, que serão distribuídas entre 24 regiões diferentes. Os salários poderão chegar a a até R$ 21.005,69.

O cargo será de Procurador do Trabalho e as vagas serão distribuídas da seguinte maneira: Rio de Janeiro (12), São Paulo (12), Minas Gerais (13), Rio Grande do Sul (15), Bahia (12), Pernambuco (5), Ceará (3), Pará (4), Paraná (7), Distrito Federal e Tocantins (1), Amazonas (4), Santa Catarina (4), Paraíba (1), Acre e Roraima (2), Campinas e São Paulo (12), Maranhão (2), Espírito Santo (6), Goiás (3), Alagoas (2), Sergipe (3), Rio Grande do Norte (3), Piauí (2), Mato Grosso (3) e Mato Grosso do Sul (2).

A seleção será feita em cinco etapas, sendo uma prova objetiva, uma prova sujetiva, um teste prático, um exame oral e a avaliação de títulos. Os interessados deverão se inscrever até o dia 14 de Novembro, mediante o pagamento de uma taxa de R$ 150.

Para mais informações, consulte o edital deste concurso.

Vem aí o concurso do TST (Tribunal Superior do Trabalho)


O Tribunal Superior do Trabalho já está elaborando um edital de concurso público, que deverá ser publicado até Dezembro deste ano. A expectativa é de que serão abertas 493 novas vagas.

Serão 324 vagas para o cargo de Analista, que pede ensino superior, e 169 vagas para o cargo de Técnico, que exige o ensino médio. Parte destas posições serão ocupadas por aprovados no último concurso, realizado em 2003.

Os atuais salários são de R$ 3.085 para os Técnicos e R$ 5.104 para os Analistas, e a instituição organizadora do concurso deverá ser novamente a Universidade de Brasília (UnB).

Consulte diariamente nosso site para saber mais sobre esse e outros concursos.

Estão abertas as inscrições para Polícia Rodoviária Federal


Para quem pretende conquistar uma vaga na carreira de policial rodoviário, a oportunidade é agora. São 340 vagas, com remuneração de R$ 5.085. Para participar do concurso para Polícia Rodoviária Federal (PRF), é exigido nível médio e carteira de habilitação na categoria "B".

Os aprovados serão lotados nas unidades do Mato Grosso (146 vagas) e Pará (194 vagas). Mas vale lembrar que, após três anos de exercício no local, o servidor pode fazer o pedido de remoção para outra unidade.Os interessados podem inscrever-se entre os dias 15 de outubro e 7 de novembro.

As provas serão aplicadas pelo Núcleo de Computação Eletrônica da UFRJ (NCE) e estão previstas para o dia 9 de dezembro. Além da prova objetiva, os candidatos aprovados farão teste físico, exames médicos, avaliação psicológica e curso de formação. Confira o edital.

Prepare-se vem ai o concurso público da Polícia Rodoviária Federal


A expectativa é que o edital seja publicado em outubro, e os interessados deverão ter o ensino médio.

O Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF) anunciou que publicará no próximo mês de outubro o edital com as regras do concurso público para preenchimento de 340 vagas. O salário é de R$5.085, e os interessados devem ter apenas concluído o ensino médio. A expectativa é que as provas ocorram no final de novembro ou início de dezembro.


Os contratados vão atuar na BR-163, que interliga Cuiabá, no Mato Grosso, a Santarém, no Pará. O regulamento da PRF possibilita que os policiais peçam transferência de local de trabalho depois de três anos no cargo. Para concorrer, os candidatos precisam ter idade mínima de 18 anos, carteira nacional de habilitação e bons antecedentes.


Além de provas de conhecimentos e de títulos, os candidatos também devem ser aprovados no curso de formação – de caráter eliminatório. A capacitação tem duração de cinco meses e é ministrada nos centros de formações da PRF em Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ) e Aquidauana (MS). O estágio probatório tem duração de cinco anos. A estabilidade funcional e a contratação em caráter definitivo só são conquistadas depois dos cinco anos iniciais de experiência.


De acordo com informações divulgadas pela assessoria de imprensa do DPRF, esse deve ser o último concurso público com exigência de ensino médio para a investidura no cargo. O concurso público mais recente para a Polícia Rodoviária Federal foi autorizado em 2003, quando foram incorporados mais de 3,6 mil policiais. No estado da Bahia, o efetivo é formado por 626 policiais, e a malha rodoviária federal que corta o estado tem a extensão de 6.516 quilômetros.

Novo secretário anuncia criação de mais 30 mil vagas na máquina federal


O governo federal planeja abrir mais de 30 mil vagas por concurso público até 2010 para substituir servidores terceirizados, conforme afirmou o novo secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva Ferreira.

Ele informou ainda que os gastos da União com pessoal atingirão R$ 128 bilhões em 2007. 'A política de substituição de terceirizados teve início em 2003 e busca diminuir os contratos de prestação de serviços, substituindo vagas por servidores efetivos', disse o secretário.

Ele citou acordo do governo com o Tribunal de Contas da União (TCU) e com o Ministério Público do Trabalho para eliminação dos terceirizados. Ferreira disse ainda que as regras incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), prevendo a limitação de gastos públicos com pessoal, não têm o objetivo de engessar reposições salariais futuras, mas limitar o inchamento em algumas áreas.

Além de dar previsibilidade nas despesas. 'Trata-se de uma medida para conter o crescimento do total das despesas de pessoal, fixando um teto por Poder, reforçando os limites contidos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)', afirmou, porque 'o crescimento se deu de forma desigual entre os Poderes.' Ele citou que de 1997 a 2007, os gastos do Executivo federal com pessoal cresceram 31%, enquanto no Judiciário a alta foi de 74%. No Legislativo o aumento foi de 58% e no Ministério Público a elevação chegou a 145%. 'O que se busca é ter previsibilidade com esta despesa, que é a segunda maior da República, e que somará R$ 128 bilhões em 2007', afirmou Ferreira.

O PAC limita a variação da folha de pessoal da União à variação anual do IPCA, mais 1,5%, no período entre 2007 a 2016. O novo secretário disse ainda que greve 'é uma conquista histórica dos trabalhadores', mas sugere que os servidores públicos devem parar de usar esse instrumento de pressão salarial. 'Vejo as atuais greves como resultado de um processo que precisa ser superado', afirmou. A seu ver, a greve 'dificulta a negociação'.

Ele defende que a regulamentação futura sobre a greve no serviço público deve ser no sentido de preservar o interesse público. 'Todos sabemos que a greve nos serviços públicos não pode resultar em risco de qualquer ordem para a sociedade.'

(Azelma Rodrigues | Valor Online)

Previdência complementar para servidores


Começou a tramitar ontem na Câmara Federal o Projeto de Lei 1992/07, do Poder Executivo, que institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de cargo efetivo.

O projeto também fixa o limite máximo para a concessão de aposentadorias e pensões e autoriza a criação de entidade fechada de previdência complementar denominada Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp).

O fundo funcionará nos moldes dos fundos privados e, com esses recursos, os servidores poderão receber acima do que o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) paga aos trabalhadores da iniciativa privada.

Quem passar em concursos públicos após a criação do fundo será obrigado a aderir ao novo sistema se quiser receber mais que o teto do INSS, atualmente R$ 2.894,28 por mês. Quem já está no setor público poderá escolher se migra para o fundo ou continua a receber pelas regras antigas.

O servidor que participar do fundo pagará uma contribuição de 7,5% sobre o que exceder o teto. Para cada um real destinado pelo funcionário, a União contribuirá com outro real. A contrapartida está limitada aos 7,5%, mas o servidor que quiser poderá contribuir com um percentual superior.

SENADO FEDERAL: Concurso deverá sair apenas em 2008


Ao contrário do que fora noticiado anteriormente, o concurso público do Senado, esperado para ainda este ano, acontecerá apenas no primeiro semestre do ano que vem.

Devido ao corte orçamentário realizado pelo Governo Federal no começo de 2007, o concurso com vagas de níveis médio e superior teve de ser adiado. Agora o Senado Federal realiza estudos para redefinir o número de vagas que serão disponibilizadas.

Anteriormente, seriam 300 vagas imediatas, sendo 200 para o cargo de Técnico, de nível médio, e 100 para o cargo de Analista, de nível superior. Estes números, porém, deverão ser mantidos. Os salários dos servidores atualmente variam entre R$ 6.115 e R$ 8.822.

Você encontrará mais informações sobre este concurso aqui mesmo, assim que o novo edital for publicado.

Confira o quadro definitivo de vagas:

QUADRO DE VAGAS DO CONCURSO DO SENADO FEDERAL
Nível Superior (Total de 90 Vagas)
CargoÁreaEspecialidadeVaga
Analista LegislativoProcesso LegislativoProcesso Legislativo25
Apoio Técnico-AdministrativoAdministração10
Arquivologia3
Biblioteconomia2
Tradução e Interpretação2
Contabilidade3
Medicina1
Arquitetura1
Engenharia3
Comunicação SocialAnalista de Relações Públicas1
Editor de TV9
Supervisor de Programação de TV1
Produtor de Publicidade e Propaganda1
Produtor de Marketing1
Supervisor de Programação de Rádio1
Analista de Produção Executiva1
Produtor de Multimídia1
Produtor de Infografia Jornalística2
Produtor de Desenvolvimento de Conteúdos Jornalísticos para Internet1
Produtor para Revisão de Conteúdos Jornalísticos1
Produtor de Pesquisa e Opinião1
Estatístico1
Analista de Informática LegislativaInformática LegislativaAnálise de Sistemas6
Análise de Suporte de Sistemas2
Consultor LegislativoConsultoria e AssessoramentoAssessoramento em Orçamento2
AdvogadoAdvocaciaDireito8
Nível Médio (Total de 60 Vagas)
Técnico LegislativoProcesso LegislativoProcesso Legislativo10
Apoio Técnico-AdministrativoAdministração10
Polícia LegislativaPolícia Legislativa Federal2
Comunicação SocialOperador de TV6
Técnico Legislativo em Videografismo6
Produtor de Eventos1
Produtor de TV11
Produtor de Rádio7
Produtor para Design Jornalístico1
Técnico em Locução6

Mais de 8 mil vagas para concurso do INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) lançará até o final do ano edital de concurso para contratação de 8.300 Agentes Administrativos. Destes, 2 mil serão efetivados em 2007 e o restante até 2010.

Serão 2.151 vagas de nível superior, para o cargo de Analista do Seguro Social. O salário será de R$ 2.870,96 incluindo gratificações. As demais 6.171 vagas serão de nível médio, para o cargo de Assistente Técnico do Seguro Social. O salário será de R$ 2.269,71. O calendário do concurso ainda não foi definido.

Para mais informações, você ficará sabendo neste site.

 

Concurso da Polícia Rodoviária deverá sair em Setembro!

Por Adriano Trotta

Quase tudo pronto para a publicação de um novo edital da Polícia Rodoviária Federal. Estima-se que o esperadíssimo concurso já poderá ser aberto no final do mês que vem.

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão já deu a autorização necessária, e agora só falta uma definição sobre qual será a empresa organizadora do certame.

Acredita-se que serão pedidas as matérias de Direito Constitucional, Legislação de Trânsito, Informática, Conhecimentos Gerais e Português, incluindo redação. Já se sabe que haverá 340 vagas, sendo 204 para o estado do Pará e 136 para o estado do Mato Grosso. Candidatos aprovados de outros estados só poderão solicitar transferência após três anos de trabalho na corporação.

Os pré-requisitos para o cargo de Policial Rodoviário são o ensino médio completo e possuir carteira de habilitação, na categoria B. Os salários iniciais serão de R$ 5 mil.

Para mais informações, consulte o edital deste concurso.


Manager

Conselho Federal de Economia lança concurso com salário de até R$ 2,5 mil

Do CorreioWeb
De auxiliar de serviços gerais a auditor. São inúmeros os cargos oferecidos pelo Conselho Federal de Economia (Cofecon) em seu novo concurso público. O objetivo da seleção é a contratação de 23 funcionários, além do preenchimento de 300 vagas para formação de cadastro reserva. As remunerações variam entre R$ 380 e R$ 2.573,02.

Os candidatos que possuem nível fundamental podem disputar as funções de auxiliar de serviços gerais e de profissional de assistência ao economista (auxiliar). Para nível médio, as oportunidades são para os cargos de auxiliar administrativo (recepcionista), assistente administrativo, assistente técnico de informática e profissional de assistência ao economista (operacional e técnico). Já as vagas de nível superior são para auditores, advogados, contadores, economistas e jornalistas.

Os candidatos de nível médio e superior serão submetidos a uma prova objetiva de conhecimentos básicos, com questões de língua portuguesa, raciocínio lógico, microinformática, legislação específica e conhecimentos gerais. Eles terão de fazer também um exame específico. Por sua vez, os concorrentes de ensino fundamental serão avaliados por meio de provas de língua portuguesa, matemática e conhecimentos gerais e específicos.

Para participar do concurso é preciso acessar o endereço eletrônico www.funiversa.org.br, no período de 20 de agosto a 9 de setembro, ou comparecer a um dos postos de atendimento presencial (ver edital), entre os dias 20 de agosto e 6 de setembro. As taxas são de R$ 20 (ensino fundamental), R$ 30 (nível médio) e R$ 45 (nível superior). As provas para os cargos de economista e profissional de assistência ao economista (operacional) estão marcadas para 6 de outubro. Já os exames para as demais funções serão aplicados em 7 de outubro. Outras informações pelo telefone (61) 3349-5806.