Concurso dos Correios é anulado e taxas serão devolvidas

CorreiosEm comunicado divulgado ontem (2), os Correios confirmaram a revogação do concurso que iria preencher 6.565 vagas em todo o país e a abertura de uma nova seleção para o ano que vem, devido à necessidade de atualização da distribuição das vagas por localidade, em função do tempo decorrido desde a publicação do edital anterior, há um ano.

O novo edital completo será divulgado no site dos Correios (www.correios.com.br) após a realização de uma audiência pública – marcada para 16 de dezembro, às 14h30, na sede da empresa, em Brasília (SBN – Quadra 1, Bloco A, salão nobre, sobreloja) – em que será definido um modelo padrão para este e futuros concursos públicos do órgão.

A expectativa é de que sejam oferecidas desta vez cerca de 10 mil oportunidades nas Diretorias Regionais de todo Brasil. A ECT pretende realizar as provas ainda no primeiro trimestre de 2011.

Os candidatos que se inscreveram serão ressarcidos com o valor da taxa corrigido. Para isso, devem se apresentar, devidamente identificados, em qualquer agência própria de Correios, a partir do dia 10 de janeiro.

Quem não puder comparecer à audiência poderá enviar sugestões para a minuta do edital, que devem ser apresentadas até 10 de dezembro, por escrito e identificadas com nome, telefone, fax, e-mail e endereço do responsável. As mensagens, referenciando o número da Audiência Pública (1/2010 – AC), deverão ser endereçadas ao Presidente da Mesa Diretora e encaminhadas para o e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Novas vagas

Os cargos serão os de atendente comercial, carteiro e operador de triagem e transbordo, todos para candidatos com o ensino médio completo. Os salários não foram divulgados.

A previsão é de que as novas inscrições sejam recebidas de 10 a 21 de janeiro de 2011, com taxa de inscrição no valor de R$ 30.

Saiba mais

O concurso anterior abriu 6.565 vagas em todo o país e recebeu mais de 1 milhão de inscrições.

Por suspeitas de irregularidades no processo de contratação da Fundação Cesgranrio, empresa responsável pela organização dos exames, o Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF/DF) entrou com ação judicial recomendando a anulação do concurso e a devolução das taxas de inscrição a todos os candidatos.

A Justiça Federal acatou o pedido e suspendeu o certame, inclusive as provas, que seriam aplicadas em 28 de novembro.

As vagas eram para preenchimento imediato e formação de cadastro reserva e estavam distribuídas da seguinte forma: 5.344 chances de carteiro, 521 de atendente, 200 de operador de triagem e transbordo e 500 de analistas de nível superior.

Os salários variavam de R$ 706,48 a R$ 3.108,37.

Foram contabilizadas 1.064.209 inscritos, sendo 561.546 concorrentes somente para o cargo de carteiro. O número registra a maior quantidade de candidatos da história dos concursos no país.

Fonte: www.jcconcursos.com.br