Polícia Rodoviária Federal adia concurso público por denúncia de fraude


O Departamento de Polícia Rodoviária Federal adiou o concurso público que ocorreria amanhã (09/12/07) após denúncia de fraude na prova. O concurso, que selecionaria 340 agentes no Mato Grosso e no Pará, tinha 122 448 inscritos em todo o Brasil.

Na quinta-feira (6), a Procuradoria da República recebeu a denúncia de vazamento de informações do concurso na cidade de São João de Meriti (Grande Rio). Policiais da Coordenação de Inteligência designados para o caso apuraram a denúncia e a prova foi suspensa na noite de sexta.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a empresa responsável pelo concurso, NCE (Núcleo de Computação Eletrônica) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, participaria de todas as etapas do processo seletivo, desde a elaboração da prova até sua distribuição. A PRF acredita que o vazamento de informações aconteceu em alguma destas etapas dentro da empresa.

O processo --que seria realizado neste final de semana em todas as capitais da região Centro-Oeste e Norte-- foi suspenso por tempo indeterminado.

A PRF ainda apura os responsáveis pelo vazamento de informações. No caso da NCE estar comprometida com a fraude, a PRF deve rescindir contrato e abrir novo edital para a contratação de outra empresa que realize seus processos seletivos.

Federal do RJ

Em nota no site do NCE, o núcleo informa o cancelamento do concurso sem explicar as razões. De acordo com o comunicado, as novas datas para a aplicação da prova serão divulgados no Diário Oficial da União e no site da entidade. A reportagem não conseguiu localizar representantes da UFRJ para comentar o caso.

Fonte: Folha online, http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u353012.shtml